Presidente do TCE-MT defende fortalecimento de Ouvidorias e Corregedorias

 ENCONTRO NACIONAL
 Mesa de abertura do evento composta conselheiros do TCE-MT, TCE do Paraná, Espirito Santo e membros do MPC Mato Grosso

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Compartilhar experiências e aprender com outros Estados que têm muito a contribuir com o trabalho do Tribunal de Contas de Mato Grosso por meio da Ouvidoria e da Corregedoria”. Com esse objetivo, o presidente do TCE-MT, conselheiro Gonçalo Domingos de Campos Neto, deu início ao Encontro Nacional de Corregedorias e Ouvidorias dos Tribunais de Contas – 2019, na manhã desta quinta-feira (3/10), na Escola Superior do Tribunal de Contas de Mato Grosso.

 

Com o evento e também no cotidiano de trabalho é preciso enaltecer a importância das unidades, e seu fortalecimento é fundamental para os Tribunais de Contas”
________
GONÇALO DOMINGOS DE CAMPOS NETO
Presidente do TCE-MT

“Com o evento e também no cotidiano de trabalho é preciso enaltecer a importância das unidades, e seu fortalecimento é fundamental para os Tribunais de Contas”, defendeu o presidente do TCE-MT. Ao todo são mais de 120 servidores e conselheiros de diversos Tribunais de Contas participando do evento que é sediado pelo TCE-MT, por meio da Corregedoria e da Ouvidoria-Geral. O evento conta com apoio institucional da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) e do Instituto Rui Barbosa (IRB) e segue até sexta-feira (4/10).

Os organizadores do evento em Cuiabá são o conselheiro interino Isaias Lopes da Cunha e o conselheiro substituto Luiz Carlos Pereira, respectivamente corregedor-geral e ouvidor-geral do TCE-MT. “É uma enorme satisfação receber algumas das personalidades que mais se destacam no Brasil devido à sua atuação seja ouvindo a sociedade como nas atividades correicionais”, afirmou o ouvidor do TCE-MT, Luiz Carlos Pereira.

 

 Luiz Carlos Pereira, conselheiro substituto ouvidor-geral do TCE-MT

“As boas práticas de outras instituições bem como nossas experiências serão compartilhadas durante o evento e nosso objetivo é acima de tudo aprender”, explicou o corregedor do TCE de Mato Grosso, Isaias Lopes da Cunha.

 

O ouvidor-geral do TCE-ES e vice-presidente de Desenvolvimento do Controle Externo da Atricon, Sebastião Carlos Ranna de Macedo, contou que “o evento reúne membros e técnicos dos Tribunais de Contas para partilhar conhecimentos que se consolidaram a partir das experiências na busca do aprimoramento e fortalecimento das Corregedorias e Ouvidorias dos Tribunais de Contas e com resultados efetivos nas instituições”.

 

 

As boas práticas de outras instituições bem como nossas experiências serão compartilhadas durante o evento e nosso objetivo é acima de tudo aprender”
________
ISAIAS LOPES DA CUNHA
Corregedor-geral do TCE-MT

 

Nesse sentido, o conselheiro interino e vice-presidente do TCE-MT, Luiz Henrique Lima, defendeu que o trabalho das corregedorias no âmbito interno e das ouvidorias no relacionamento com a sociedade tem sido fundamental para que as Cortes de Contas ganhem solidez em suas atuações. “A realização de evento nos honra, pois além de aprendermos mais sobre as experiências de outros estados, podemos mostrar o que tem sido feito, especialmente sob a liderança dos conselheiros Isaías Lopes da Cunha e Luiz Carlos Pereira, que estão à frente dos trabalhos e da organização do Encontro”, disse Lima.

As reuniões dos grupos de trabalho que precederam o encontro, segundo o presidente do Instituto Rui Barbosa e do TCE do Paraná, Ivan Lélis Bonilha, ainda oportunizaram solidificar o relacionamento e construir mais diálogo sobre a atuação das ouvidorias e corregedorias dos Tribunais de Contas.

Grupos de estudos

Um dia antes do encontro (quarta-feira, 02/10), equipes de estudos do Instituto Rui Barbosa (IRB) estiveram reunidas na Escola de Contas, para discutir e alinhar questões procedimentais.